SPAMS: como proteger os e-mails da sua empresa

Quase todo mundo começa seu dia de trabalho verificando seus e-mails, mas se tem algo desagradável, irritante mesmo, é abrir a caixa de entrada e ter que se livrar de uma tonelada de spams. Para não perder tempo e ir direto ao que importa, a gente vai te ensinar algumas técnicas ninjas antispam para aumentar sua produtividade.

O spam é como uma doença crônica na internet – não há como eliminá-lo definitivamente, porém é possível “tratar” e até evitar com algumas técnicas antispam.

Primeiro é preciso saber que existem vários tipos de spam e basta ter uma conta de e-mail para estar vulnerável a este mal. Veja os como são classificados os spams:

Inofensivos

 É a panfletagem eletrônica, estes spams são enviados por empresas que fazem propaganda de forma não autorizada, normalmente em alta frequência de envio, e que atrapalham na produtividade dos usuários. Considerando que uma única pessoa pode receber centenas de e-mails como esse em um único dia, em escala empresarial horas e horas de trabalho são perdidas entre interrupções no recebimento e limpeza das caixas de e-mail por parte dos usuários.

Perigosos

Entidades maliciosas aproveitam-se da facilidade de enviar e-mails massivos para pulverizar mensagens atraentes que servem como iscas para fisgar usuários desprevenidos. Entre essas ameaças, as mais comuns são e-mails que se passam por instituições financeiras (tipo o seu banco) e levam para sites que solicitam seus dados  como usuário e senhas, conhecidos como phishing. Tem também aqueles e-mails com uma mensagem que atiçam a curiosidade no usuário para clicar e baixar algo – uma foto, por exemplo – e na realidade trata-se de um programa malicioso para invadir ou danificar a rede (vírus, worms, trojans etc).

10 Técnicas ninja Antispams para empresas

2. Autenticação

Receber e-mails apenas confiáveis pela configuração de servidores DNS. Existem sistemas que somem aceitam e-mail enviados a partir de remetentes autenticados. Em sua grande maioria, essa autenticação é feita através por DNS a julgar pela reputação do mesmo. Esse sistema não tem a capacidade de detectar se uma mensagem é spam ou não, apenas confia que o DNS autenticado tem menor risco de cometê-lo.

2. Sistema de validação

Um método muito utilizado por provedores de e-mail varejistas é solicitar que o remetente da mensagem resolva algum desafio ou responda à um e-mail antes de a mensagem ser entregue. É uma técnica não muito eficiente e que pode causar desconforto para remetentes bem intencionados.

3. Filtro por verificação

Como o spam é enviado em grande quantidade e as mensagens possuem apenas pequenas variações, possibilita que o filtro por verificação detecte e crie um banco de dados com o que há em comum nas mensagens. Através de diversos gerenciadores de e-mail, é possível que os usuários reportem que a mensagem é um spam através de um botão. Então, o filtro reconhece e registra os spammers para que aquele mesmo remetente não consiga passar pelo filtro nos envios futuros.

4. Filtro por DNS e países

Existe um recurso chamado “blacklist” (lista negra) que registra os servidores que foram punidos por terem enviado spam. Toda vez que um servidor vai receber um e-mail, ele consulta esta lista para julgar se a mensagem é confiável ou não antes de aceitar-la. É possível também fazer bloqueios manuais no servidor de e-mail, assim como realizar o bloqueio por países onde percebe-se que enviam muito spam.

5. Filtro baseado em regras

O filtro de spam baseado em regras é uma técnica muito utilizada que detecta spam através de palavras-chave comumente encontradas no assunto ou no corpo da mensagem enviada. É possível encontrar listas já estruturadas por instituições que controlam o spam no mundo, como o próprio administrador do serviço de e-mail pode determinar novas regras – no entanto, é preciso tomar cuidado para não utilizar termos que podem bloquear mensagens legítimas.

6. Filtro híbrido

O filtro de spam híbrido é uma técnica que julga se uma mensagem é spam ou não através de uma pontuação, que pode ser atribuída de acordo com vários aspectos da mensagem. A mensagem é julgada spam e barrada pelo filtro quando ultrapassa um limite de pontos estipulado. É um dos filtros mais confiáveis e um método utilizado pela solução da Barracuda Networks, uma conceituada empresa de tecnologia antispam.

7. Proteção de spam outbound

A proteção outbound identifica o spam a partir da fonte de envio, podendo tomar uma ação automática de bloqueio quando essa fonte extrapola um determinado número de envios. Essa técnica antispam possibilita barrar a o spam antes mesmo que eles seja enviado, protegendo completamente a rede dos danos e custos que poderiam ser causados pelo spam.

8. Detecção por camada

A proteção e detecção por camada é uma técnica antispam que permite interromper em tempo real as mensagens indesejadas, antes mesmo que elas sejam entregues aos usuários. Essa técnica faz uso de integração com uma rede de dados global que indica padrões de spam. É uma forma de antispam automatizada e que pouco depende da administração interna da empresa.

 9. Filtro baseado em relatos

Esta técnica é uma das mais automatizadas e comumente encontradas no mercado. O sistema de e-mail “aprende” a julgar as mensagens de acordo com os feedbacks de usuários que marcam uma mensagem como “spam”, ou até mesmo identificam uma mensagem legítima que caiu no lixo eletrônico e marcam como “não-spam”. Por funcionar com base em estatísticas, é uma técnica antispam considerada altamente confiável.

 10. Verificação de SMTP

A verificação de SMTP é uma técnica antispam que detecta se o destinatário da mensagem é realmente válido através de uma conexão SMTP de retorno. É uma técnica antispam considerada secundária, uma vez que depende da complementaridade de outras técnicas para funcionar com eficácia.

Achou um pouco complicado? Então é mais fácil ligar para a Control Easy que a gente cuida das contas de e-mail da sua empresa.